perito florestal

5 de abril de 2018

Profundo conhecedor do seu ofício, o perito florestal em França pode encarregar-se total ou parcialmente da gestão de uma floresta e do seu modo de silvicultura. Além disso, como qualquer gestor florestal, este perito pode ocupar-se da gestão florestal. Nesse caso, ocupa-se da redação do Plano Simples de Gestão e da cartografia das florestas.

Além disso, pode definir um modo de silvicultura adaptado à floresta, programar os cortes, a manutenção, a jardinagem, a desrama e os trabalhos. Pode ainda solicitar ao Estado subvenções para a realização dos trabalhos de infraestruturas e proceder à venda da madeira.

Múltiplas competências

Alguns peritos florestais estão agrupados em associações, a fim de garantir aos seus clientes vendas agrupadas aos melhores preços em mercados específicos. Os peritos têm igualmente a possibilidade de assumir a gerência de agrupamentos florestais, assegurando o seu modo de silvicultura, porquanto são, acima de tudo, gestores florestais.

Os peritos asseguram a peritagem, a arbitragem, a estimativa (valor técnico, venal, etc.) e podem realizar estudos ambientais, cinegéticos, de lazer ou outros.

Importa saber que os peritos florestais são gestores florestais com uma experiência profissional mínima de 3 anos, ou mesmo 10 anos, como peritos, consoante o seu nível de estudos. A atividade regular enquanto peritos é parte integrante das exigências estabelecidas.

O CNEFAF

Os peritos florestais são completamente independentes em relação aos compradores de madeira e aos empreiteiros. Com efeito, estão mesmo proibidos de comprar madeira, nomeadamente aos seus clientes, e não podem realizar os trabalhos florestais que determinam. Todas as atividades dos peritos florestais devem ser transparentes.

Em 2006, foi criado em França o Conselho Nacional de Peritos Fundiários, Agrícolas e Florestais (CNEFAF). Esta estrutura agrupa todos os peritos florestais de França, que devem obrigatoriamente consagrar vários dias por anos à sua formação.

O CNEFAF detém um poder de disciplina que lhe confere o estatuto de «jurisdição administrativa». O CNEFAF pode deliberar sobre questões deontológicas. Em caso de litígio, o recurso deve ser interposto junto do Conselho de Estado.

As pessoas que figuram na lista do Conselho Nacional de Peritos Fundiários, Agrícolas e Florestais constituem um verdadeiro corpo de peritos profissionais reconhecidos, distribuídos por todo o território francês, que oferecem aos particulares e às instâncias institucionais garantias de profissionalismo e de probidade. http://www.cnefaf.fr/

Os peritos florestais propõem aos seus clientes uma gestão adaptada e uma relação de proximidade.

 

Votre navigateur n'est pas à jour, votre experience sur le site ne sera pas opimale.