Abeto-de-Douglas

em Guia de Espécies
Nome latino : Pseudotsuga Menziesii Família : Pinaceae Género : Pseudotsuga

Reconhecer o abeto-de-Douglas

O abeto-de-Douglas pode ser reconhecido

  • Pelos seus cones com 5 a 10 cm de comprimento
  • Pelas suas agulhas moles e achatadas, com odor de citronela

Estações favoráveis abeto-de-Douglas

Temperaturas 

Média anual entre 8 e 11 ºC. Resistência ao frio e às geadas de primavera. Gosta de luz.

Pluviosidade 

Média anual entre 800 e 1200 mm (por vezes mais, em altitude), com 150 a 200 mm no verão. Resistência relativa à seca, consoante a proveniência.

Solos

Prefere os solos leves, com boa drenagem, frescos profundos e móveis, mesmo pedregosos. Receia os solos demasiado húmidos e demasiado compactos. Critério: A reserva de água do solo é importante. Não aprecia solos demasiado argilosos, solos calcários e solos superficiais.

Sistema radicular do abeto-de-Douglas

  • Sistema radicular oblíquo, lateral e extenso.
  • Desenraizado em solos compactos pelo vento e pela neve espessa.

Crescimento e produção do abeto-de-Douglas

  • Crescimento inicialmente lento que aumenta progressivamente dos 6 aos 10 anos.
  • Cerca de 30 anos para obter 1 m³ e, em seguida, 1 m³ a cada 10 anos.
  • Produção de 15 a 25 m³/ha/ano (consoante as estações).

Plantação do abeto-de-Douglas

Plantação Espaçamento Vantagens e inconvenientes
Intensiva: 600 a 800 plântulas/hectare 4x4 m ou 4x3 m Escolha de plântulas com poucos ramos; desrama indispensável.
Intermédia: 1100 a 1500 plântulas/hectare 3x3 m ou 2,5x3 m  
Tradicional: 2000 plântulas/ha 2,5×2,5 m Madeira de muito boa qualidade. Desbaste precoce necessário, pelo que comercialização mais difícil.

Madeira do abeto-de-Douglas

  • Cerne castanho-rosado e alburno claro
  • Serragem fácil, secagem sem fendas ou deformações.
  • Madeira do cerne muito duradoura.
  • Excelente madeira para construção e carpintaria exterior e para desenrolamento.
  • Igualmente utilizada para tábuas de cofragem, ripas para caixas e painéis de partículas.
  • Designação comercial: pinheiro-do-Oregon.

Sanidade do abeto-de-Douglas

Não é conhecida qualquer doença importante.

Parecer económico

O abeto-de-Douglas é uma espécie surpreendente, porquanto muito plástica (boa capacidade de adaptação). A sua madeira é utilizada para diferentes finalidades. O durame do abeto-de-Douglas, ou seja, o cerne da madeira, apresenta características que lhe conferem uma boa resistência natural aos insetos e aos fungos.

Por esse motivo, são dispensáveis determinados tratamento específicos quando no exterior. Adapta-se bem a meios com elevada humidade do ar.
Todas estas características fazem com que a madeira do abeto-de-Douglas tenha grande procura no mercado e seja muito valorizada nas vendas (consoante a qualidade) dos peritos florestais.

Acresce que, embora na floresta não se fale em rentabilidade, o abeto-de-Douglas pode proporcionar crescimentos anuais compreendidos entre 15 m3 e 25 m3 por ano, o que lhe permite obter a palma de melhor produtor de madeira de França ou até da Europa. Como é evidente, o preço dos terrenos está ao nível da produção de madeira.

Todas as qualidades do abeto-de-Douglas fazem dele uma espécie do presente e, sem dúvida, do futuro.

Votre navigateur n'est pas à jour, votre experience sur le site ne sera pas opimale.

Nous avons besoin de votre consentement

Afin d'analyser le trafic de notre site Web, activer les fonctionnalités liées aux réseaux sociaux, et vous proposer un contenu personnalisé, nous avons besoin que vous acceptiez que les cookies soient placés par votre navigateur. Cela impliquera le traitement de vos informations personnelles, y compris votre adresse IP et votre comportement de navigation. Pour plus d'informations, veuillez consulter notre Politique de cookies. Pour modifier vos préférences ou rejeter tous les cookies fonctionnels sauf ceux nécessaires, veuillez cliquer sur «Configurer les préférences».

Voulez-vous accepter ces cookies?

Piwik