Pinheiro-de-alepo

em Guia de Espécies
Nome latino : Pinus Halepensis Família : Pinaceae Género : Pinus

Reconhecer o pinheiro-de-alepo

  • O tronco atinge uma altura máxima de 22 metros
  • Os rebentos são cobertos de finas placas castanhas e não são resinosos
  • As agulhas têm 6 a 10 cm de comprimento e são amarelados

 

Estações favoráveis

Temperaturas

Média anual entre 11 e 19 ºC. Limitada resistência à geada. Espécie heliófila (requer muita luz).

Pluviosidade

Espécie adaptada à seca (suporta até 6 meses secos). 400 a 1000 mm/ano.

Solo

Árvore que cresce em qualquer tipo de solo, com exceção dos muito áridos. O pinheiro-de-alepo desenvolve-se em terreno seco.

Sistema radicular do pinheiro-de-alepo

Raízes profundas, para poder captar água profunda.

Resistente ao vento.

Plantação de pinheiro-de-alepo

Regeneração Densidade Vantagens e inconvenientes
Plantação de 1100 a 2500 árvores 3 x 3 m ou 2 x 2 m entre cada plântula Escolha da variedade
Regeneração natural Depende do número de indivíduos que frutificaram Renovação num número importante de indivíduos. Indispensável o arranque de árvores jovens não comercializáveis.

Crescimento e produção do pinheiro-de-alepo

Este tipo de pinheiro tem um desenvolvimento lento

A sua produção é de 3 a 5 m3 /ha/ano, consoante as estações.

Madeira do pinheiro-de-alepo

  • Madeira branca com cerne avermelhado
  • Utilizada em estruturas pequenas, estacas, embalagem (caixas) e também como lenha. Além disso procede-se à recolha de seiva (resinagem)
  • Designação comercial: Pinheiro-de-alepo ou pinheiro-francês

SANIDADE

 

Parecer económico

Esta espécie permite uma série de valorizações importantes, designadamente a resinagem, que consiste em recolher a seiva da árvore (cultura ancestral) com vista à sua utilização em produtos farmacêuticos.

Os profissionais do setor florestal-madeireiro utilizam esta espécie com frequência, pelo que há mercado para o pinheiro-de-alepo.

Votre navigateur n'est pas à jour, votre experience sur le site ne sera pas opimale.